Lucratividade duradoura com o 5ºC e 5ºP do marketing.

Capital intelectual e o aumento da lucratividade na empresa.
20/08/2012
O Conhecimento como Gerador de Riqueza nas Organizações
03/09/2012

Lucratividade duradoura com o 5ºC e 5ºP do marketing.

27/08/2012

Colaboradores e Pessoas relacionando-se profissionalmente em longo prazo com iniciativa própria, motivação, excelência e amor, e não apenas em troca de dinheiro.

 

Market: mercado; ing: ação, marketing: mercado em ação. Ciência aplicada na conquista e retenção de clientes. Cultura de vida que beneficia o ambiente. Conceitos intangíveis os quais não vemos, mas percebemos.

 

O marketing na realidade brasileira consegue alcançar um pouco mais que a prática do composto promocional. Ele não é um fenômeno recente, pois é entendido e praticado como tal no Brasil há quatro décadas, sem ser percebido. Mesmo assim, ainda é confundido por muitos exclusivamente como propaganda ou venda.

 

O importante não é entender o conceito de marketing e sim compreender que o marketing é o espírito da coisa e, fundamentado na autopoiese, evolve e direciona a empresa, os colaboradores, fornecedores, clientes e o mercado a um só contexto – o ser o ambiente e não apenas fazer parte dele.

 

Diferente é a propaganda, que trata das ações promocionais e de vendas isoladas do ambiente interno. No marketing estudam-se os conceitos globais que abrangem todas as relações de consumo; vale grifar o consumo como uma relação e não apenas uma ação de venda – essa é a maior diferença do marketing para as outras matérias da comunicação.

 

A propaganda/publicidade é constituída de ações externas isoladas ao processo de gestão e administração do negócio. Já o marketing estuda o ambiente interno e externo, abarca desde o processo de gestão do negócio à comunicação com o ambiente externo; é uma ciência completa que acompanha as mudanças mercadológicas constantes.

 

O mercado desenvolve-se por meio de grandes transformações, com uma velocidade capitalista tal, que assusta os gestores e

provoca o consumidor a decisões amplas de compra. Com essa ampliação das demandas, o mercado exige mais da capacidade das empresas de gerirem suas necessidades. Dessa forma, tais empresas podem fazer negócios e buscar apenas o lucro sobre a venda ou manter o consumo constante ofertando benefícios com relacionamento.

 

Diante de tantos desafios o marketing tem sido focado sob várias teorias, que procuram compreender seu fenômeno e explicar melhor sua atuação.

 

Há três sistemas integrados de marketing que definem os inter-relacionamentos dos seus elementos com o meio ambiente: os 4Ps de E. Jerome McCarthy, os 4As de Raimar Richars e os 4Cs do Prof. Robert Lauterborn.

 

As empresas que adotam o verdadeiro conceito de marketing têm procurado não apenas encantar seus clientes, mas, sobretudo surpreendê-los. O especialista em gestão de marketing e negócios Paulo Eduardo Dubiel, acredita que para isso é necessário principalmente desenvolver o 5ºC e 5ºP do marketing, pois são conceitos intangíveis que refletem diretamente nos pontos fundamentais da relação de consumo.

 

“C” – Colaborador –, visto como uma “mente-de-serviço excelente” invés de uma simples mão-de-obra qualificada, ele pensa no porque pensa, respeita e interage com as Pessoas – “P” –, por consciência de ser o ambiente e não apenas fazer parte dele. Com isso temos Colaboradores e Pessoas relacionando-se profissionalmente em longo prazo com iniciativa própria, motivação,

isso temos Colaboradores e Pessoas relacionando-se profissionalmente em longo prazo com iniciativa própria, motivação, excelência e amor, e não apenas em troca de dinheiro. Esse é o cenário que promove a lucratividade duradoura.

 

Paulo Eduardo Dubiel

Executivo em Gestão de Marketing e Negócios, Esp.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *