Ilha do Mel abandonada. O Brasil precisa de mais brasileiros

31/08/2016

Os encantos naturais da Ilha do Mel atraem milhares de turistas anualmente, tanto na alta quanto na baixa temporada.

 ilha do_mel_1_ok_
Foto: Divulgação

Por Olheinfo – O Brasil está abandonado! As riquezas perdem seus brilhos, e tudo que os políticos podem tirar proveito é transformado em renda para seus partidos! O maior risco ainda está por vir, as praias brasileiras, o oceano que está sendo vendido para extração de petróleo em lugares de alto risco para o meio ambiente. Os brasileiros estão deixando de lutar, apenas acompanhando, criticando e esperando o fim!

 

O Brasil precisa de mais brasileiros, cidadãos interessados no patrimônio público; pessoas com consciência do patrimônio que têm. Os governantes vêm afastando este conceito de que o Brasil é um país de todos. A sociedade está limitada e pouco consegue expressar o que sente e pensa.

 

O exemplo isolado da Ilha do Mel é um, em muitos casos de abandono de áreas turísticas no Brasil. Lugares considerados de alto impacto para o turismo ecológico e de aventura.

 

Por Paulo Eduardo Dubiel   

 

Leia mais: No sábado (27), turista quebrou o tornozelo ao pisar em tábua solta. IAP diz que edital para reforma deve ser lançado em setembro deste ano.

 

O acesso à Ilha do Mel, um dos principais pontos turísticos do Paraná, dá sinais de precariedade. Ao desembarcarem, os visitantes se deparam com o trapiche da praia de Brasília torto, quebrado e enferrujado. O Instituto Ambiental do Paraná – IAP, repensável pela manutenção do local, afirmou que em setembro será lançado um edital para a reforma.

 

Os encantos naturais da Ilha do Mel atraem milhares de turistas anualmente, tanto na alta quanto na baixa temporada. Com 38 quilômetros de extensão, as principais atrações da Ilha são o turismo ecológico, esportivo e histórico. A Ilha foi tombada como patrimônio histórico do estado em 1982.

 

“Teria que melhorar porque vem gente tanto de todos os locais do Brasil, quanto de fora. É um ponto turístico muito bonito que tem que ser melhor conservado”, considerou Daiani Cristina Savi, que é estudante.

 

O acesso à Ilha do Mel se dá por Pontal do Paraná ou Paranaguá, de barco. No sábado (27), uma turista fraturou o tornozelo, quando pisou em uma tábua solta. Ela foi levada para o Hospital Regional de Paranaguá e terá que ficar um mês afastada do trabalho.

 

Moradores e quem trabalha na Ilha do Mel contam que o caso da turista não foi isolado. Não são raros os casos em que turistas caem ou se machucam ao desembarcar no trapiche.

 

Por algum tempo, eles esperaram pela reforma. Agora, para eles, a única solução parecer ser a construção de uma nova estrutura.

 

“[O trapiche] Não foi elaborado com uma preocupação de acessibilidade, e a gente sabe que existe uma lei que obriga os lugares a terem condições de acessibilidade. Então, não é só um cadeirante, uma pessoa mais comprometida. É um idoso, uma mulher grávida, uma criança...”, disse Suzi Albino, que é empresária.

 

O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) informou que o acidente está sendo investigado, junto com a Prefeitura de Paranaguá. Segundo o IAP, o trapiche está danificado por conta das ressacas que ocorreram recentemente no litoral.

 

O Instituto também informou que um flutuante foi instalado pela prefeitura no dia 22, ficando preso ao lado do trapiche original. A parte estava isolada e, de acordo com informações preliminares, esse isolamento foi retirado por pessoas não autorizadas, o que pode ter causado o acidente.

 

Por fim, o IPA afirmou que um processo de licitação para reforma já está em andamento. A publicação do edital deve ocorrer em setembro deste ano.

 

Fonte: G1 Paraná. 

Quer saber mais notícias do estado? Acesse G1 Paraná.