Mais 270 venezuelanos serão transferidos para outras cidades do País

28/08/2018

Processo de interiorização é totalmente voluntário e depende também da disponibilidade de abrigos nos municípios

 62b9c9fe-e333-480f-86dc-afe899f58350
Foto: Romério Cunha/Casa Civil

Ao longo desta semana, 278 venezuelanos que optaram por participar do processo de interiorização vão embarcar em Boa Vista para outras seis cidades do Brasil. Segundo a Casa Civil, nesta terça e quinta-feira (28 e 30), 63 pessoas vão para Manaus, 71 para João Pessoa, 55 para São Paulo, 60 para Goioerê (PR), 25 para o Rio de Janeiro e quatro para Brasília. O transporte será feito pela Força Aérea Brasileira (FAB).

 

Com esta nova etapa, o número de imigrantes que consentiram com a transferência irá superar 1 mil desde abril, quando começou o processo de interiorização. A partir de setembro, informa a Casa Civil, 400 pessoas serão transferidas todas as semanas, e os imigrantes vão continuar recebendo o apoio das cidades de destino, do governo e dos abrigos para que tenham acesso aos direitos básicos, como saúde e educação, e entrem no mercado de trabalho.

 

Atendimento

Até a hora do voo, o número de imigrantes pode mudar, já que é uma opção deles participar. Os venezuelanos que optaram pela interiorização receberam vacinas, realizaram exames de saúde e já têm a situação regularizada no Brasil, com documentação como número de CPF e carteira de trabalho.

 

A ação conta com o apoio de agências da Organização das Nações Unidas (ONU), que identificam quem gostaria de participar, verificam o perfil dessas pessoas, garantem a documentação e ainda financiam melhorias nos abrigos que vão recebê-las.

 

Fonte: Governo do Brasil, com informações da Casa Civil